+351 251 700 010
ÁREA RESERVADA
voltar

100% Alto Minho - Opinião de Duarte Filipe Martins

100% Alto Minho - Opinião de Duarte Filipe Martins |


04 Janeiro 2017
111

A feira 100% Alto Minho voltou para uma segunda edição onde se promoveram alguns dos produtos do nosso distrito. A ideia partiu da Ceval e para quem foi à primeira edição consegue perceber que desta vez, o espaço está mais completo e que a qualidade dos nossos produtos tem de facto vindo a aumentar e ainda bem que é assim até porque significa que há muitos sabores para se degustar num percurso pelos dez concelhos.

Quando se fala da riqueza deste território não nos podemos cingir às paisagens ou ao património edificado, há muita riqueza gastronómica para promover, sejam sabores mais tradicionais como os enchidos, sejam as novas invenções gastronómicas que normalmente satisfazem o apetite dos mais exigentes. Já no campo dos vinhos, a qualidade aí é mais do que muita, basta que se saiba escolher e apreciar pois, num distrito tão pequeno como o nosso, neste aspeto estamos muito bem servidos é só saborear as variadas castas que são produzidas por este distrito.

Mas voltando ao que esteve de facto exposto na Feira 100% Alto Minho, creio que é um bom exemplo da variedade de produtos que são produzidos nos vários concelhos e é interessante perceber que de facto os produtores têm feito um trabalho intenso para competir com outros produtores de outras localidades e que a aposta na qualidade tem estado bem evidente razão pela qual muitos deles já exportam grande parte do que, produzem.

A feira mostra pareceu-me bem organizada mas surpreendeu-me que na sexta-feira, dia da abertura, as portas do Centro Cultural tivesse fechado às nove da noite, não dando oportunidade a algumas pessoas que iam tentar visitar o espaço a essa hora de entrar. Como tal, a minha sugestão fica no sentido de haver um alargamento do horário, no dia da abertura.

Julgo que numa sexta-feira à noite não haverá motivos para que o espaço feche tão cedo quando se sabe que muitas pessoas preferem visitar estes espaços em dias mais calmos e não tanto ao fim-de-semana quando são sempre esperados alguns milhares, e esperemos que assim seja, para que a promoção destes produtos funcione de facto neste contexto. Percebo que durante o fim-de-semana o horário até chegue a ser exaustivo para os produtores que participam, mas também já sabem para o que vão nestes eventos.

Quanto à data, julgo que a organização foi bem-sucedida até porque em época natalícia há sempre as prendas para comprar e só há boas razões para se oferecer produtos de qualidade como os nossos. Desde as compotas, aos enchidos, passando pelos vinhos, pelos licores e até pelo Gin Tinto a escolha é variada e de qualidade, com bons preços para o tipo de produtos que se produzem.

Pelo que sei estiveram presentes meia centena de expositores e dado ó contínuo crescimento só espero que para o próximo ano possam ainda ser mais aqueles que comungam de um selo de qualidade que demonstra que o nosso território tem tudo para ser mais e melhor e continuar a crescer e a atrair investidores, visitantes e turistas para enriquecer a nossa economia local.

Parabéns à Ceval pela organização do evento mas acima de tudo, parabéns aos nossos produtores que não desistem de promover este território e de evidencia-lo na qualidade dos produtos locais. 

Editado a 04 Janeiro 2017
111